Na atualidade existem diversas modalidades de leilões, porém muitas pessoas ainda não sabem como funcionam ou as desconhecem, deixando muitas vezes de adquirir bens em oportunidades incríveis. Além disso, o leilão é um mercado em constante crescimento e que oferece oportunidades tanto para quem compra como para as empresas que vendem.

Os leilões se dividem em dois principias tipos Judiciais e Extrajudiciais. A Saraiva Leilões trouxe as principais características e distinções sobre esses dois tipos de leilões existentes.

  • Leilão Judicial:
    Esse é o tipo mais comum! Os leilões judiciais são os que envolvem algum processo que resultou na penhora de algum bem da parte executada pela Justiça para o pagamento de uma dívida ao credor. Este processo pode ser trabalhista, criminal, fiscal ou civil. Vale ressaltar que todo o trâmite pós arrematação se dará também pela via Judicial, desde o pagamento até a retirada do bem. É um procedimento extremamente seguro ao arrematante. Caberá, portanto, a leiloeira interceder nessa venda.

  • Leilão Extrajudicial:
    Nessa modalidade de leilão o bem que será arrematado pode ter diversas origens, seja particular ou ser proveniente de alienação fiduciária, ou seja, quando o bem for dado como garantia para uma instituição financeira. De forma resumida o leilão Extrajudicial é aquele que reúne lotes que não foram penhorados em um processo judicial.
    Essa é uma forma bastante prática de comercializar bens, sejam eles de quaisquer valores, sendo benéfica tanto para os vendedores quanto para os compradores, por ser um procedimento mais simples.

Agora que você já sabe as diferenças entre os tipos de leilão, descubra quais as principais vantagens em adquirir bens em leilões e aproveite essas oportunidades.